sábado, 2 de janeiro de 2010

Cholagutt

Detesto ter de tomar medicamentos. Não é que tenha qualquer problema em ingeri-los, mas fico sempre a pensar se não fará mal a outras coisas. Manias.
E esta manhã fui à farmácia e lá disse ao senhor que estava muito enjoada, com diarreia e com dores de cabeça. A resposta foi:' Ai os abusos das festas'.
'O pior é que nem foi isso. Antes fosse, que assim estava consolada! Fiquei assim antes da passagem de ano!'

'Ah, então foi qualquer coisa que lhe fez mesmo mal e atacou o fígado e a vesícula. Um momento.'
E momentos depois voltou com uma embalagem e disse: 'Vai tomar 15 gotas 30 minutos antes de cada refeição, durante cinco dias.'
E pronto, lá tenho eu de tomar 15 gotas de uma coisa que tem alcachofra, alfazema e não sei bem mais o quê. Nunca tal medicamento tinha visto na minha vida. Também não admira, o Actifed, que toda a gente conhece, só soube da sua existência há cerca de seis anos e umas bombas que pelos vistos fazem bem a muita coisa, chamadas Jabasolide, conheço há cerca de dois anos. Até o Be-nu-ron, faz parte dos meu rol há meia dúzia de anos. A 'cultura' medicamentosa é muito parca. Até há bem pouco tempo era aspirina e pouco mais...
Ah, as ditas gotas, que sabem mal, mas mesmo mal, chamam-se Cholagutt A. Será que há um B pior e um C ainda pior e um D...?

Adenda: Alberto, eu sei que você é meu amigo, escusava de ficar também doente para o provar...
As melhoras Amigo.

4 comentários:

João Borges disse...

Só um comentário breve.

Não sabe o que diz!!!

Reflexos disse...

Porque...?

Alberto Velez Grilo disse...

Já estou totalmente recuperado :)

Eu até nem sou muito avesso a tomar medicamentos.

Já o seu "amigo" João Borges, parece entender bastante do assunto. Afinal fez um comentário esclarecedor e cheio de conteúdo...

Beijinhos

Reflexos disse...

... pois.
O que interessa é vc está melhor.
Bjinhos